English

CIn - Centro de Informática UFPE




Eventos Relacionados

Defesa de Dissertação de Mestrado Nº 1.270: "Spatial Star Schema Benchmark – Um Benchmark para Data Warehouse Geográfico"

A aluna Samara Martins Nascimento irá defender seu trabalho dia 25 de março, às 10h, na sala D224 Início: 25/03/2013 às 10:00 Término: 25/03/2013 às 12:00 Local: Sala D224

Pós-Graduação em Ciência da Computação – UFPE
Defesa de Dissertação de Mestrado  Nº  1.270
 
Aluno: Samara Martins Nascimento
Orientador: Profa. Valéria Cesário Times
Co-orientador:  Prof. Ricardo Rodrigues Ciferri  (DC/UFSCar)
Título: Spatial Star Schema Benchmark – Um Benchmark para Data Warehouse Geográfico
Data: 25/03/2013
Hora/Local: 10:00h –  Sala D224
Banca Examinadora:
Profa. Ana Carolina Salgado (UFPE / CIn)
Prof. Geovane Cayres Magalhães (UNICAMP / Depto. de Sistemas de Informação)
Prof. Valéria Cesário Times  (UFPE / CIn)
 
RESUMO:
 
A técnica experimental de avaliação de desempenho utilizada em aplicações e sistemas de bancos de dados é realizada principalmente utilizando a técnica de benchmark, que consiste em um conjunto de testes experimentais previamente definidos e posteriormente executados para obtenção de resultados de desempenho. Data Warehouses Geográficos (DWG) permitem o armazenamento de geometrias de objetos que representam localizações na superfície terrestre e possibilitam o processamento de consultas analíticas e multidimensionais. Na literatura, existem propostas de benchmarks utilizados para avaliar o desempenho de Data Warehouses Convencionais, a exemplo do TPC-D, TPC-H e SSB, e, ainda,benchmarks para avaliar o desempenho de Data Warehouses Geográficos, como o Spadawan. Contudo, o Spadawan não consegue ser considerado abrangente, devido a sua limitada carga de trabalho. Desta forma, nesta dissertação, propomos um novo benchmark, chamado SpatialStar Schema Benchmark, ou Spatial SSB, projetado especialmente para realizar a avaliação de desempenho de consultas em ambientes de DWG. As principais contribuições do Spatial SSB estão concentradas em três pontos. Primeiro, o Spatial SSB utiliza três tipos de dados geométricos (i.e. pontos, linhas e polígonos), propostos em um esquema híbrido. Além disto, garante o controle da seletividade, que indica o número de linhas retornadas na tabela de fatos para cada consulta espacial pertencente à carga de trabalho deste benchmark. Segundo, o Spatial SSB controla a geração e distribuição dos dados no extent, assim como a variação do volume de dados, tanto aumentando a complexidade dos objetos espaciais, quanto aumentando o número de objetos espaciais, pelo aumento do fator de escala. Terceiro, o Spatial SSB obtém o número de objetos intersectados por janelas de consultas definidas de forma ad hoc,que sobrepõem uma porcentagem do extent definida pelo usuário. Os resultados experimentais mostraram que estas características degradam significativamente o desempenho de consultas sobre DWG.
 
Palavras-chave: Benchmark, Data Warehouse, Data Warehouse Geográficos, Spatial SSB
  • © Centro de Informática UFPE - Todos os direitos reservados
    Tel +55 81 2126.8430 - Cidade Universitária - 50740-560 - Recife/PE
Plano4 Consultoria Web