English

CIn - Centro de Informática UFPE




Eventos Relacionados

Defesa de Tese de Doutorado Nº 200: "Modelagem e Análise de Mecanismos de Tratamento de Interrupções em Infraestruturas Computacionais dos Sistemas Distribuídos"

O aluno Ermeson Carneiro de Andrade irá defender seu trabalho dia 24 de fevereiro, às 13h, no Auditório do CIn Início: 24/02/2014 às 13:00 Término: 24/02/2014 às 17:00 Local: Auditório do CIn

Pós-Graduação em Ciência da Computação – UFPE
Defesa de Tese de Doutorado Nº  200
 
Aluno: Ermeson Carneiro de Andrade
Orientador: Prof. Paulo Romero Martins Maciel
Título: Modelagem e Análise de Mecanismos de Tratamento de Interrupções em Infraestruturas Computacionais dos Sistemas Distribuídos
Data: 24/02/2014
Hora/Local: 13:00h à Auditório do CIn
Banca Examinadora:
Prof. Paulo Roberto Freire Cunha (CIn / UFPE)
Prof. Ricardo Massa Ferreira Lima (CIn / UFPE)
Prof. Eduardo Antonio Guimarães Tavares (CIn / UFPE)
Prof. Rivalino Matias Junior  (Faculdade de Computação / UFU)
Prof. Ricardo José Paiva de Britto Salgueiro (DCCE / UFS)
 
RESUMO:
 
Os softwares possuem defeitos. Os hardwares falham. Os vírus se propagam. Os prédios pegam fogo. As pessoas cometem erros. Os desastres acontecem. Embora gostaríamos que tais eventos nunca acontecessem, é prudente prover mecanismos que tratem as interrupções dos serviços, pois o custo do downtime pode ser extremamente elevado. Dessa forma, as empresas têm investido cada vez mais em mecanismos de tratamento de interrupções, visto que as interrupções, sejam elas brandas ou severas, podem acontecer em qualquer lugar, a qualquer momento, com pouco ou nenhum aviso. Os sistemas distribuídos (ex.: computação em nuvem) têm sido largamente usados nos últimos anos como um meio de recuperação de interrupções de modo que o sistema (infraestrutura e dados) é distribuído sobre um conjunto de servidores dispersos geograficamente e na ocorrência de interrupções, outros servidores assumirão a operacionalidade do sistema.
A forma mais amplamente usada para modelar sistemas complexos (ex.: sistemas distribuídos) é através das linguagens semiformais, tais como SysML ou UML, devido principalmente à sua notação amigável e intuitiva. Os modelos semiformais gerados por essas linguagens, por si sós não fornecem suporte para avaliação de dependabilidade/desempenho das especificações dos sistemas. Assim, faz-se necessário o mapeamento desses modelos semiformais para modelos analíticos, pois modelos analíticos são apoiados por fundamentos matemáticos sólidos, que suportam sua semântica precisa, estimulam a avaliação de desempenho/dependabilidade e fornecem suporte para verificações das propriedades qualitativas e análises. Os modelos analíticos, no entanto, não são intuitivos e requerem um considerável esforço por parte dos projetistas para entenderem a notação usada. Portanto, é sensato adotar o uso colaborativo dos modelos semiformais e analíticos.
Este trabalho propõe um framework baseado em métricas, modelos e ferramentas que auxilia os projetistas, os quais não possuem (ou possuem pouca) expertise em modelagem estocástica, a modelar e estudar os mecanismos de tratamento de interrupções e as infraestruturas dos sistemas distribuídos, a partir de especificações de alto nível, descritas através da SysML e MARTE. Para alcançar esse objetivo, propõe-se o mapeamento dos diagramas anotados da SysML em modelos DSPN (Rede de Petri Determinística e Estocástica). Essa abordagem resulta num modelo cujas propriedades são garantidas e provê um conjunto de indicadores de dependabilidade dos mecanismos e do sistema. Ademais, a fim de mostrar a corretude e aplicabilidade do framework proposto, estudos de casos são apresentados.
 
Palavras-chave: Avaliação de dependabilidade, DSPN, MARTE, Modelagem, Sistemas Distribuídos, SysML 
  • © Centro de Informática UFPE - Todos os direitos reservados
    Tel +55 81 2126.8430 - Cidade Universitária - 50740-560 - Recife/PE
Plano4 Consultoria Web