English

CIn - Centro de Informática UFPE




Eventos Relacionados

Defesa de Dissertação de Mestrado Profissional Nº 225: "Buscando a proposição de uma forma de configuração e comercialização de computação em nuvem com alto nível de abstração com base no mapeamento sistemático da literatura sobre serviço medido"

O aluno Fernando Estrela Vaz vai defender seu trabalho no dia 10 de março de 2017, às 9h, na sala A-14 Início: 10/03/2017 às 09:00 Término: 10/03/2017 às 00:00 Local: Sala A-14

Pós-Graduação em Ciência da Computação    CIn / UFPE
Defesa de Dissertação de Mestrado Profissional Nº 225

Nome do Aluno: Fernando Estrela Vaz
Nome do Orientador:  Vinícius Cardoso Garcia 

Título da Dissertação:  Buscando a proposição de uma forma de configuração e comercialização de computação em nuvem com alto nível de abstração com base no mapeamento sistemático da literatura sobre serviço medido

Data:  10/03/2017
Hora:  09h
Local: Sala A-14

Membros da Banca:

1º Examinador: Kelvin Lopes Dias (UFPE)
2º Examinador: Júlio César Damasceno (UFRPE)
3º Examinador: Vinicius Cardoso Garcia (UFPE)
 
Resumo:

               A computação em nuvem é um dos temas da tecnologia da informação mais discutidos atualmente. Pesquisas relacionadas à segurança e elasticidade têm contribuído substancialmente na evolução do modelo. Nesse estudo, é realizado um mapeamento sistemático da literatura em busca de experimentos que explicitem as linhas de pesquisas que estão sendo trabalhadas atualmente sobre outra característica básica do modelo de computação em nuvem, trata-se do serviço medido. A pesquisa apontou que o serviço medido ainda é um campo pouco explorado cientificamente mesmo já possuindo um modelo de configuração e comercialização consolidado no mercado atual.  A configuração e comercialização do modelo de computação em nuvem por meio de instâncias proporciona aos usuários do serviço uma experiência próxima à aquisição de uma máquina física com a possibilidade de escolha de máquinas virtuais (VMs) pré-configuradas e customizadas mas apesar de existirem estudos e experimentos que buscam evoluir esse modelo de comercialização e configuração não foi encontrado nenhum estudo que busque comprovar o poder de processamento real do conjunto provido pela instância de máquina virtual, frente às garantias de SLA atuais, que buscam comprovar apenas as grandezas unitárias de cada item que compõem a VM como processador, memória ram, discos de armazenamento e largura de banda, e, também, não foi encontrado nenhum experimento que buscasse calcular de forma precisa a demanda computacional de cada projeto de migração para o modelo de computação em nuvem com o objetivo de oportunizar o cálculo do investimento financeiro necessário com um projeto de migração e ou adoção ao modelo de computação em nuvem. Frente a esse cenário esse estudo encaminha a construção de um modelo de processamento por porta que busca abstrair ao máximo o conceito de instância de máquina virtual, extraindo desse conceito apenas o coeficiente de processamento dos itens que compõem o conjunto da VM os comercializando por meio de uma porta com largura de processamento possível de ser facilmente gerida, medida e regulamentada via SLA. O modelo proposto confronta algumas características do modelo de instâncias e projeta ganhos ao modelo de computação em nuvem com a sua adoção tomando como base outros modelos de prestação de serviço de alto nível de abstração e configuração aos usuários finais.

Palavras-Chave: Computação em Nuvem, Serviço Medido, PaaS, IaaS, Modelo de Configuração, Modelo de Comercialização, Instâncias, Porta de Processamento
  • © Centro de Informática UFPE - Todos os direitos reservados
    Tel +55 81 2126.8430 - Cidade Universitária - 50740-560 - Recife/PE
Plano4 Consultoria Web