CIn - Centro de Informática UFPE




Sobre o CIn

Clique AQUI para assistir ao vídeo institucional comemorativo em razão dos 40 anos do CIn-UFPE.
 

Centro de Informática: 40 anos de história

O Centro de Informática (CIn) da UFPE completa 40 anos de vida orgulhoso em oferecer cursos que estão entre os melhores da América Latina. Com uma ampla infraestrutura para alunos de graduação, especialização, mestrado e doutorado, o CIn é o local de origem de diversas empresas de sucesso, que começaram como startups. Através de parcerias com o setor privado, o Centro também vem se firmando como um nome forte nos mercados de trabalho nacional e internacional. Inovação e empreendedorismo permeiam todas as atividades do Centro e são frutos de um trabalho que já dura quatro décadas.
 
Essa história começa em 1974, com a criação do Departamento de Estatística e Informática, ainda dentro do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN). Na época, eram oferecidos o bacharelado e a pós-graduação em Ciência da Computação. Em 1983, o Departamento de Informática separa-se do de Estatística, sendo alçado à categoria de Centro somente em 1999. Em seguida, no segundo semestre de 2002, a graduação em Engenharia da Computação foi iniciada. E mais recentemente, no segundo semestre de 2010, o curso de Sistemas de Informação começa suas atividades.
 
Atualmente, o Centro conta com um corpo docente formado por 90 doutores, 50 funcionários e um corpo discente com cerca 2.000 alunos, divididos entre cursos de graduação e pós-graduação.
 

Ensino

O CIn oferece três cursos de graduação: Ciência da Computação, com 100 vagas por ano; Engenharia da Computação, com 100 vagas por ano  e Sistemas de Informação, com 70 vagas por ano.  Os cursos de Ciência da Computação e o de Engenharia da Computação têm sido avaliados todos os anos pelo Guia do Estudante, da Editora Abril, como cursos cinco estrelas. O curso de Sistemas de Informação foi iniciado no segundo semestre de 2010 e por isso ainda não possui avaliação.
 
Os cursos de pós-graduação oferecidos incluem especialização, mestrado profissional, mestrado acadêmico e doutorado. O programa de Pós-graduação carrega o título de "Centro de Excelência e Referência" em ensino e pesquisa, com inserção nacional e internacional - segundo a Avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que o classificou com conceito 6.
 

Pesquisa

O CIn/UFPE vem mantendo uma produção significativa e crescente, com a publicação anual de cerca de 40 artigos em periódicos internacionais indexados e mais de 100 artigos completos em conferências nacionais e internacionais qualificadas, além de livros e capítulos de livros.
 
É um dos centros brasileiros de referência em várias áreas da Computação, como: Engenharia de Software, Inteligência Artificial, Linguagens de Programação, Lógica, Redes, Sistemas Distribuídos e Sistemas de Computação, entre outras. A produção nacional e internacional é resultado de uma atividade de pesquisa intensa, englobando mais de 50 projetos de P&D, em parcerias com centros como INRIA e Universidade de Paris VI (França); Universidades de Oxford, Kent e Edimburgo (Reino Unido); Stevens Institute of Technology (Estados Unidos); Universidade de Toronto e Waterloo (Canadá); International Institute for Software Technology (Nações Unidas, Macau); Universidade de Tübingen (Alemanha), Universidade de Navarra (Espanha), entre outros.
 

Estrutura

Para garantir o bom funcionamento das atividades, o CIn/UFPE possui mais de 20 laboratórios de ensino e pesquisa, com mais de 500 computadores acessíveis por seus alunos, professores ou pesquisadores. Além destes computadores, mais de 2.000 equipamentos pessoais tais como notebooks, smartphones e tablets utilizam a rede do Centro, que conta com rede Wi-Fi em todas as suas instalações. Esses equipamentos acessam dezenas de servidores, que funcionam ininterruptamente em sala climatizada e com no-breaks e geradores.
 
Os alunos, professores, funcionários e pesquisadores do CIn também possuem acesso às suas instalações 24h por dia, todos os dias da semana. Para que isso seja possível, todos possuem um crachá, que também funciona como um cartão magnético que garante o controle de acesso individual. Essas pessoas contam ainda com acesso remoto através de VPN, possibilitando o mesmo nível de acesso à rede, mesmo quando estiverem distantes.
 
O CIn está ligado à Internet através de conexões Gigabit Ethernet com a RNP (Rede Nacional de Pesquisa).
 

Interação entre Academia e Mercado

Para facilitar a relação entre empresas e o Centro, foi criada em 2003, a Coordenação de Cooperação e Empreendedorismo, cujo objetivo consiste em viabilizar parcerias entre o CIn e a iniciativa privada, através de convênios para o desenvolvimento de pesquisas na área de TIC. A Coordenação de Cooperação e Empreendedorismo possui infraestrutura e pessoal qualificado, que dá suporte desde a gerência proativa de negócios, passando pelo mapeamento das demandas das empresas, das competências dos professores e pesquisadores do CIn, até questões jurídicas complexas como a negociação da propriedade intelectual. Desta forma, o CIn tem progressivamente consolidado uma política para captação de recursos, além de ter profissionalizado vários procedimentos que apoiam e implementam esta política.
 
Com essas parcerias, o CIn incentiva a mudança na cultura da relação Universidade-Indústria, além de aumentar a motivação dos alunos devido às oportunidades de interação com projetos industriais durante a sua formação. Essa relação possibilita, também, identificar novas linhas de pesquisa a partir das necessidades identificadas no mercado de trabalho.
 
Essa relação com as empresas de Tecnologia não é novidade para o CIn. Mesmo antes da criação da Lei de Informática, que incentiva a relação Universidade-Indústria, o CIn já realizava inúmeros projetos de sucesso em parceria com a iniciativa privada. Empresas como a Itautec, Mecaf, HP, Epson, Megaware,Engetron e IBM já investiam em inovação no CIn. Recebem destaque os projetos com a Motorola, Samsung, Itautec e Ericsson pelo tempo de parceria, em sua maioria, mais de dez anos, pelo volume de investimento e pela relevância prática à sociedade através dos serviços e produtos gerados. Importante destacar que, há algum tempo, nossos projetos não se restringem exclusivamente à indústria de TIC, e incluem, por exemplo, projetos de pesquisa e inovação com a indústria de energia e petróleo (Petrobrás, CHESF, Furnas), Aeronáutica (Embraer) e Automobilística (FIAT). 
 
O Centro possui ainda outros formatos de cooperação com parceiros estratégicos, como o C.E.S.A.R., a Intel, a Microsoft, o Porto Digital e as empresas instaladas neste parque tecnológico, entre outros. Conta também com a colaboração acadêmica com institutos internacionais, além das melhores universidades brasileiras. 


Organograma

Clique aqui.



  • © Centro de Informática UFPE - Todos os direitos reservados
    Tel +55 81 2126.8430 - Cidade Universitária - 50740-560 - Recife/PE
Plano4 Consultoria Web